Categoria: Poesias

Amor verdadeiro

O amor é a prolongação no tempo do encontro das diferenças

Faz do incompleto a possibilidade da alegria

Torna eterno o momento diante da implacável finitude da vida

Por isso falo pouco, pois as palavras são vãs

O que poderia te dizer de verdadeiro para além de um abraço,

de um beijo…?

Ajo, mesmo no silêncio, na inércia e no desejo permanente

de estar contigo

Nos detalhes da existência grito que te amo

Eis a minha verdade, minhas entranhas subjetivas

O indecifrável amor que sinto por ti…

Nenhum comentário.

Alegria de viver

Esqueci-me do mundo

Rio à toa

Como um rio que corre

Sem sentido, senão correr

Meu corpo dança

Os lábios mostram os dentes

E estou alegre

Sem pensar

Para a tristeza espantar…

Nenhum comentário.

Patrimônio

O mundo já foi meu

Agora são os dias encurtando

Cada momento vivido é a exata dimensão

Do patrimônio de alegria

Sentido da existência

Nenhum comentário.

Eu…

Sou uma inconsistência

Lançado à paixão

À dor e à eterna insatisfação

O amor me remete à busca

Amo tanto e necessito ir

Para longe da calma, da certeza

Distante dos bons costumes

Quero encontrar o impossível

Viver o intangível

Desejo tudo, mas agora!

Não sirvo à estabilidade

Lanço-me ao perigo cultural

Pois quero experimentar o proibido

Sou o sonho, o próprio pesadelo

Busco o tudo e o nada

O delírio do louco

A paz de um beijo

A doçura de um carinho

O prazer dos corpos entrelaçados

Quero e sempre quero mais…

Nenhum comentário.

A festa….

Os fogos lá fora prenunciam choros ardentes

Dos alegres prementes, logo ali à frente

Não estou triste, mas mudado

De coração calejado, vou me importar

Não com o ideal, mas com a vida real

O que importa afinal

Senão os traços da existência

Rabiscados pelas certezas alheias

Tão certas estão, merecem sua própria razão

E eu então, por que chorar a dor?

Se alheia aos meus próprios erros

Mas vinda das verdades que me desmentem…

Nenhum comentário.