Para Daniela

LirioConheci uma flor incomum

Cultivada no jardim da dor

Fertilizada pelo sofrimento

Sempre exposta ao vento

Que pouco conheceu de amor

Mas ela aflorou

Com divina beleza

Quebrando os vasos

Se espalhando pelas terras

Escalando as montanhas

Vivendo os desejos

E agora exala o perfume da vida

Inebriando os de sentimento

Com sua sensualidade

E se as azas resolver bater

Pelo prazer ira voar

Quisera eu poder

Com ela lá estar…

Enviar uma Resposta

Seu email nao sera publicado. Favor preencher todos os campos *