Bem – Vindo

No século XIX, Fiodor M. Dostoievski, entre outros trabalhos, publicava em um jornal, de forma compartimentada, seu extraordinário romance intitulado Humilhados e Ofendidos. Feliz da cultura capaz de ver um periódico trazer ao público tão belo e profundo trabalho. Nos dias atuais os jornais, quase sem exceção, publicam escritos de baixa qualidade, atendendo ao conceito moderno de comunicação: informar quem não quer pensar. Daquela época até hoje a tecnologia obteve uma evolução impensável. A Internet conectou o planeta em tempo real e a comunicação dá-se de forma livre, por quem queira se comunicar. Um blog é uma destas expressões. Resolvi criar um para interagir com pessoas interessadas em cultura. Posso ensinar e aprender. Poderemos recuperar em parte, pelas vias tecnológicas da modernidade, um pouco da grande qualidade de outrora, impressa nas antigas gráficas mecanizadas.

16 Comentários

Programa Fragmentos da História – TVAL – 21/08/2015

Nenhum comentário.

Poema da Necessidade – Carlos Drummond de Andrade

É preciso casar João,
é preciso suportar António, 
é preciso odiar Melquíades,
é preciso substituir nós todos.

É preciso salvar o país,
é preciso crer em Deus,
é preciso pagar as dívidas,
é preciso comprar um rádio,
é preciso esquecer fulana.

É preciso estudar volapuque,
é preciso estar sempre bêbedo,
é preciso ler Baudelaire,
é preciso colher as flores
de que rezam velhos autores.

É preciso viver com os homens,
é preciso não assassiná-los,
é preciso ter mãos pálidas
e anunciar o FIM DO MUNDO.

Nenhum comentário.

NSC – Cabeça de Político, com Upiara Boschi

 

Nenhum comentário.

Beethoven opus 135 IV

https://

 

Nenhum comentário.

Air – Johann Sebastian Bach

https://

Nenhum comentário.

Momentos…

Há momentos na vida

Que um vendaval nos balança

Quando feito de sentimentos

Nos faz virar criança

De um lápis sai um arco-íris

De uma flor o coração balança…

Nenhum comentário.